Prof. Rafael Moraes

É Diretor Artístico do Grupo Teatro Griô, Ator, Professor e Diretor de Teatro. Em sua formação, fez cursos tem experiência profissional com grandes mestres de teatro, no Brasil, Inglaterra e Itália. É Bacharel em Interpretação Teatral – UFBA e especialista em Técnica de Palhaço e Contador de histórias e Mestre em Artes Cênicas – UFBA. Lecionou durante 2006, 2007 e 2008 nos Cursos de Graduação em Licenciatura em Teatro e Bacharelado em Interpretação e Direção Teatral da Escola de Teatro da UFBA, onde também foi Professor do Curso Livre de Teatro. Trabalhou como ator em diversos espetáculos teatrais no Brasil e exterior, como:  “Pequenos Burgueses”, com direção de Harildo Déda, “O menino que era rei e não sabia”, de Carlos Petrovich, “Cidades Invisíveis”, de Pino di Buduo, “Trilogia Baiana”, de Meran Vragens, “Para os desmemoriados do amor”, de Hebe Alves, “Batuque”, de Anselmo Serrat, “O Auto da Compadecida”, direção de Hermilo Menezes,  dentre outros. Lecionou teatro em diversas ONGs, Institutos Culturais, Festivais de Teatro. Preparador de Elenco de diversos espetáculos profissionais, dentre eles: Cuida Bem de Mim, Só, Comédia do Fim – quatro peças e uma catástrofe de Samuel Béckett e Policarpo Quaresma, de Marcos Barbosa, dirigidos por Luiz Marfuz, e “Ribalta”, de Paulo Henrique Alcântara, “Odiséia”, de Adelice Souza, dentre outros. Criou, dirigiu e atuou, no espetáculo “O Caçador de sonhos”, e é autor e diretor de “Na Teia de Ananse”, onde transpõe para a cena o processo de criação de um ator-griot.

 

Formação Acadêmica

  • Graduado em Artes Cênicas – UFBA
  • Especialista em Técnica de Palhaço e Contador de Histórias.
  • Mestre em Artes Cênicas – UFBA

Cursos

Possui em sua formação cursos de teatro de rua, perna-de-pau, pirofagia e técnicas de interpretação teatral e circenses. Fez residência artística no Teatro Potlach, de Roma; na Scuola di Sperimentazione Teatrale di Montespertoli, de Florença e estudou na Escola Picolino de Artes do Circo. Foi aluno da professora Ana Maria Amaral (manipulação de bonecos, objetos e máscaras) da USP, da Mestre de Clown Angela de Castro e do grupo paulista Doutores da Alegria. Fez curso de contador de histórias com Bety Coelho, Gislayne Avelar de Matos, Inno Sorcy, Vânia Dhome e com Grupo Os Tapetes Contadores de Histórias; e Retiro de Clown com o grupo LUME, da Unicamp.

Experiência Profissional

Trabalhou em diversos espetáculos teatrais no Brasil e exterior, a exemplo de: “Pequenos Burgueses”, de Máximo Gorki, direção de Harildo Déda; “O menino que era Rei e não sabia”, de Carlos Petrovich; “Para os Desmemoriados do Amor”, de Hebe Alves; “Trilogia Baiana”, direção de Meran Vargens; “Subúrbia”, direção de Sérgio Almeida; “Hamlet Machine”, de Heiner Muller, dirção Adelice Souza; “Batuque”, direção de Anselmo Serrat; “Cidades Invisíveis” e “Embaixador Imaginário”, de Pino di Buduo; “Ascenção e queda da Cidade de Mahagony”, de Bertold Brecht, direção de Nathalie Mentha; “O Boi e o Burro no Caminho de Belém” de Maria Clara Machado, direção de Pedro Mattos; “Cortejos do Dragão” de Luiz Marfuz; “O Auto da Compadecida”, de Ariano Suassuna, direção de Hermilo Menezes e “Cidadão Jesus”, de Hamayana Vargens.

Lecionou durante 2006, 2007 e 2008 nos Cursos de Direção Teatral, Graduação em Licenciatura em Teatro e Bacharelado em Interpretação da Escola de Teatro da UFBA, onde também foi professor do Curso Livre de Teatro e atualmente é Mestre em Artes Cênicas pelo Programa de Pós – Graduação em Artes Cênicas, onde desenvolveu pesquisa sobre a encenação de narrativas da tradição oral.

Experiência como Assistente de Direção

  • “O menino que era rei e não sabia”, de Carlos Petrovich;
  • “SÓ”, textos de Samuel Becket e direção de Luiz Marfuz
  • “Cuida Bem de Mim” de Luiz Marfuz.
  • “Policarpo Quaresma” texto de Lima Barreto e direção de Luiz Marfuz

Experiência Profissional como preparador de elenco

Preparador de Técnica de Clown para a Cena dos espetáculos:
“SÓ”, textos de Samuel Becket ,Cuida Bem de Mim” ,  “Comédia do Fim”de Samuel Becket, e “Policarpo Quaresma” direção de Luiz Marfuz, espetáculo vencedor do Prêmio Braskem de Teatro2004.

Atividades como diretor

  • “O Caçador de Sonhos-Espetáculo Teatral Inspirado nos Mitos Dos Orixás”;
  • “Presepiada” resultado artístico do Grupo de Teatro do Liceu no ano de 2003;
  • “O Casamento na Roça”, Espetáculo de Rua sobre pernas de pau do Grupo Teatro Griô;
  • “O Boi e o Burro no Caminho de Belém”, de Maria Clara Machado, dentre outros espetáculos, intervenções urbanas e mostras artísticas.
  • “Na Teia de Ananse” Espetáculo baseado em contos de matriz africana.
  • “Véu de histórias” Resultado do trabalho com o grupo de contadores de histórias Akpalôs

Atividades como arte-educador e professor de teatro

  • Liceu de Artes e Ofícios da Bahia;
  • Instituto de Hospitalidade;
  • Centro de Treinamento do Ator no TCA;
  • Fundação Gregório de Mattos e ministra cursos e oficinas de teatro em Universidades, Fundações Artístico-Culturais, ONGs e Teatros;
  • Docência no curso Educação para as Relações Étnico-Raciais – Instituto Anísio Teixeira.
  • Coordenou o projeto de arte-educação Apito de Todas as Cores, com crianças e adolescentes em Camaçari-BA.

Atividades como pesquisador

Trabalhou como pesquisador bolsista do Núcleo de Estudos do Teatro Popular da Escola de Teatro na UFBA através do Projeto “Griô Kaiodê – o Contador de Alegrias” que teve como objetivo valorizar os referenciais da cultura afro-brasileira, através da Arte/Teatro-Educação, utilizando como material a cultura oral, os mitos e contos da tradição afro-brasileira coordenado pelo professor Carlos Petrovich; e trabalhou no Projeto Irê Ayó, coordenado pela Professora Dra. Vanda Machado, no Ilê Axé Opô Afonjá, em parceria com a Escola de Teatro da UFBA.